apostolo-valdemiro-santiago

Valdemiro Santiago é um dos pastores mais conhecidos do mundo gospel. Ele é líder da Igreja Mundial do Poder de Deus. Nesta segunda-feira, 31, o site ‘1News’ voltou a repercutir um vídeo antigo envolvendo o religioso. As imagens não são de agora, mas de 2015. O vídeo, que fazia parte de uma transmissão ao vivo da igreja na televisão, exibe um rapaz pedindo um milagre. Pedindo não é a melhor forma de dizer, já que o tal fiel era mudo. O rapaz ouve de seu líder religioso que ele será capaz de trazer o milagre tão esperado e que poderia falar depois disso.

Valdemiro explica que o homem que está à sua frente perdeu a fala depois de sofrer um Acidente Vascular Cerebral (AVC). Por conta da doença que atinge o cérebro, ele perdeu muitos movimentos, o que causa mais problemas em sua vida é a fala. A dificuldade de se comunicar deve ter causado muitos entraves, até mesmo em atividades comuns, como perguntar quanto custa alguma coisa ou onde passa o ônibus.

Santiago, que gosta de ser chamado de apóstolo, chama o rapaz que está ali e dá um forte abraço nele. Ele inicia a pregação e todos começam a chorar muito. Começa então uma oração, na qual muitos acreditam que virá um milagre, afinal, isso é muito comum nas transmissões religiosas da igreja do apóstolo. Após fazer uma intensa oração, Valdemiro ordena que o mudo fale, mas ele não consegue pronunciar absolutamente nada. O pastor até insiste em fazer o milagre dar certo, mas dessa vez, ele não conseguiu.

Ao final do culto ele pergunta: “Cadê o mudo? Ele já tá falando? ”. Ainda na celebração religiosa, o pastor evangélico promete que seu fiel voltará em breve curado, mas até onde se saiba, isso nunca aconteceu. Santiago é um dos religiosos mais polêmicos do mundo gospel. Ele já teve problemas até com o governo e a Receita Federal, que viu irregularidades em suas terras quilométricas.

Veja abaixo o vídeo que voltou a repercutir na internet. O que você achou das imagens. Será que deu algo errado? Comente e compartilhe essa história.

Vimos no BlastingNews

Compartilhar

Comentários

comentários