satan

O míssil balístico RS-28 Sarmat foi encomendado pelo governo da Rússia em 2011. Agora surgem as primeiras imagens de como é o maior míssil nuclear que o país já teve. O posto atualmente pertence ao modelo RS-36M, que foi construído nos anos 1970. Como seu apelido é “Satã”, a nova arma está sendo chamada de “Satã 2”.

Segundo as informações divulgadas nesta terça-feira (25) pela imprensa, a capacidade de destruição é equivalente ao território da França. Comparativamente seria igual ao tamanho do Texas nos Estados Unidos ou da Bahia, no Brasil.

Especialistas acreditam que seu ataque seria 2 000 vezes maior que a potência das bombas atômicas detonadas em Hiroshima e Nagasaki que marcaram o final da Segunda Guerra Mundial.

A arma russa tem a capacidade de viajar por longas distâncias. Poderia chegar, por exemplo, até a cidade de Nova York. Ela deve estar totalmente operacional em 2018.

A agência de notícias russa Zvezda divulgou que os melhores sistemas de defesa antimíssil do mundo seriam incapazes de interceptar o novo míssil balístico intercontinental. Sua velocidade lhe permitiria “enganar” os sistemas de defesa antimíssil existentes.

Com um peso estimado de 100 toneladas, ele carregará ogivas entre 4 e 10 toneladas. Essas ogivas foram planejadas com uma série de contramedidas destinadas a penetrar qualquer “escudo” antimíssil.

A notícia de seu desenvolvimento é mais uma em meio a uma guerra de informações e ameaças de guerra entre a Rússia e os Estados Unidos, em especial por causa dos conflitos no Oriente Médio, onde os países estão em lados opostos.

Telegraph via Gospel Prime

Compartilhar

Comentários

comentários