valdemiro-santiagoO Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul condenou a Igreja Mundial do Poder de Deus a devolver doação de R$ 7.000 a S.A.P.P., um aposentado que sofre de câncer.

O aposentado ajuizou ação anulatória de doação com o argumento de que foi coagido a dar suas economias à igreja de Valdemiro Santiago por acreditar que obteria cura. Ele acompanhava os programas da TV da Mundial.

Por falta de provas, a ação foi considerada improcedente na primeira instância da Justiça de Nova Petrópolis.

No Tribunal, os desembargadores, em sua maior parte, julgaram a favor do aposentado, que também pleiteou R$ 20 mil por danos morais, o que lhe foi negado.

A Mundial negou que tenha feito coação.

A maioria dos desembargadores seguiu o voto de Carlos Eduardo Richinitti, para quem, quando a fé se mistura com dinheiro, trata-se de um negócio, e como tal deve ser visto.

No caso do aposentado, a Mundial “vendeu” uma cura e não a entregou.

(Paulo Lopes)

Compartilhar

Comentários

comentários