1458676996_shutterstock_309606578Lúcifer fala e ele executa. Vive negociando, pra ele depende de quanto e o tanto que é. O diabo foi culpado pelo crime de indução, mas esse pastor fugiu de todos os limites e executou.

Um verdadeiro escândalo envolvendo um certo pastor evangélico. O cidadão pede propina para colocar outro pastor para pregar em um certo congresso que vai ocorrer agora neste mês em São Luís.

A negociata é feita por telefone, onde o pastor de iniciais M.A pede R$ 27 mil, sendo R$ 7 mil para ele e R$ 20 mil para um pastor que é o líder do grupo.

O pastor citado no áudio alega não ter participação na extorsão, até o histórico dele também é capaz de desmentir isto, porém que foi pedido dinheiro em nome dele, foi! Mas fica aquela pergunta e como se trata de pessoas públicas e tem o interesse coletivo, eu vou perguntar: com qual autoridade que o pastor M.A fez isso? Se o pastor citado no áudio não sabia disso, e por ser o líder, não seria ele o mesmo a escolher o pregador? E como se dá a escolha do pregador oficial de um evento desse porte? Como um pastor consegue tirar do “bolso” a quantia de R$ 20 mil?

O pastor oportunista garante colocar um outro como pregador oficial após o recebimento da propina. Gente, a situação é tão complicada que ainda existem membros que praticamente idolatram esse homem.

O falso profeta ainda vai ter o atrevimento de subir no púbito desse congresso para usar o nome de Deus, sendo que o mesmo é própria clonagem do caráter do diabo.

Este áudio é só um terço do dossiê que foi divulgado, onde mostra claramente que existe extorsão, estelionato, corrupção. prostituição e homossexualismo dentro de alguns templos.

Locais onde devia ser ensinado a honestidade, a legalidade, as pessoas invertem o valor e clonam o verdadeiro caráter do diabo, bando de lobos travestidos de ovelha, que gastam seu tempo enganado e usam a desculpa de que Deus quem está abençoado a ilicitude de seu dinheiro e bens, mas o pior que esta “merda” é hereditária.

Vimos no Riquinha

Compartilhar

Comentários

comentários