O líder da igreja evangélica  Assembléia de Deus Vitória em Cristo, pastor Silas Malafaia, foi obrigado a cancelar o contrato que ele mantinha com a emissora de televisão Rede TV.

O pastor  já foi envolvido em muitas polêmicas por ser contra homossexuais e ativistas gays, que já lhe renderam muitos processos. O pastor é casado com Elisete Malafaia. Tem três filhos: Silas Malafaia Filho,Thalita Malafaia e Thaisa Malafaia.

O pastor  foi apontado pela revista Forbes como um dos pastores mais ricos do Brasil. De acordo com a revista, ele possui 300 milhões de reais de patrimônio, fato que ele negou. Ele diz possuir apenas R$ 4,5 milhões. O pastor disse que iria processar a revista Forbes por calúnia e invasão de privacidade, e que só um juiz poderia liberar o acesso aos seus dados bancários e patrimoniais e ainda torná-los públicos.

Recentemente o juiz federal Victorio Geusio Neto reabriu um processo pendente contra o pastor por causa de seus comentários contrários à parada gay e aos homossexuais. Malafaia afirmou que “os caras da parada gay ridicularizaram os símbolos da igreja católica…É uma vergonha”.

Em seus programas de televisão aos sábados, exibido pela Rede TV, o pastor Silas Malafaia sempre dizia que o seu programa era mantido pelos patrocinadores e que os fiéis não poderiam deixar de ofertar para manter o seu programa. Devido a uma dívida pendente com a Rede TV, de 1,8 milhão de reais, Silas Malafaia foi obrigado a desfazer o contrato com o canal. “Estamos precisando muito, mas muito mesmo, da sua colaboração. Peço em  nome de Jesus que você mantenha a sua fidelidade como parceiro ministerial. Profetizo sobre sua vida o que está escrito em provérbios 11.24_25: Alguns há que espalham, e ainda e ainda se lhes acrescenta mais. A alma generosa engordará, e o que regar também será regado”, afirmou.

Nas redes sociais, enquanto muitas pessoas lamentaram a saída do pastor que há vinte anos exibia seus programas de televisão, outros comemoraram dizendo “até que enfim um programa de exploração a menos na TV”.

Compartilhar

Comentários

comentários