Nesta semana, o Bispo Alfredo Paulo, que ficou conhecido por dizer que foi expulso da  Igreja Universal do Reino de Deus publicou um vídeo nas redes sociais dizendo que a denominação religiosa encobertava muitos atos ilícitos para o cristianismo, como orgias, bebedeiras e etc. O religioso informa que trabalhou na igreja do bispo Edir Macedo, dono da TV Record, por 30 anos. Nesse tempo, ele acabou conhecendo vários países. Após a expulsão da Universal, Alfredo Paulo se dedica em criticar sua ex-morada religiosa. Ele tem uma página no Facebook e um canal de vídeos no Youtube onde faz revelações surpreendentes.

No vídeo publicado nesta semana, ele conta a história de um ex-pastor da Universal que teria participado de orgias e noitadas. O homem que não trabalha mais fazendo cultos pediu que seu nome não fosse identificado, mas relatou ao falante nas imagens que vive um grave quadro de depressão, pensando em se matar diversas vezes. Os problemas psicológicos teriam começado após as histórias ilícitas (segundo a bíblia) com a igreja. O tal pastor teria ficado treze anos na Universal. O trabalho dele era visto como um exemplo, pois sempre conseguia boas ofertas.

De acordo com o denunciante, o homem que hoje vive uma depressão foi enviado à Portugal, passando a viver na Europa com toda a família. No entanto, para evitar novos filhos e mais gastos, a igreja teria obrigado ele a fazer uma vasectomia. A operação teria sido feita em uma clínica irregular de Portugal. É o tal religioso que não pode mais ter filhos que conta que ele e colegas bebiam até cair e iam para noitadas com garotas de programa.

O vídeo revelador está fazendo grande polêmia na internet. Não é a primeira vez que uma igreja é atacada. No entanto, os detalhes sórdidos expressados pelo ex-bispo da Universal colocam em xeque muito do que se acredita da Religião. Basta agora que ele prove que tudo que disse é ou não verdade. Em quem você acredita?

Veja abaixo vídeo com pastor fazendo revelações que chocaram os evangélicos e o Brasil:

Vimos no BlastingNews

Compartilhar

Comentários

comentários