Apastora e escritora Bianca Toledo brinda o sucesso de recorde de vendas de seus #Livros. A notícia publicada em alguns sites pegou de surpresa os fãs que acompanham com pesar as últimas notícias sobre o escândalo que tem como saldo o fim do seu casamento, a prisão e soltura do ex -marido Felipe Heiderich, sob acusação de abuso sexual contra seu filho de 5 anos de idade, e ainda as duvidas dos fãs sobre quem está falando a verdade diante de tantas acusações.

No twitter bianca diz atingiu sua meta e nunca vendeu tanto quanto agora, mas não deixa claro se ela estaria usando da polêmica para se promover ou lucrar, acredita-se que tudo seja apenas consequência da repercussão dos fatos, que tenha naturalmente gerado a curiosidade nas pessoas em saber quem é essa figura que está no centro do maior escândalo gospel dos últimos anos.

bianca-3Bom ou ruim, o fato é que é inegável que ela esteja lucrando com isso, a todo instante seu nome é citado em revistas, jornais, sites e em programas de fofoca como o de Sônia Abrão. Sem contar as rádios, que reproduzem seu testemunho, e isso é mídia gratuita, que refletem em mais vendas, mais agenda e mais popularidade.

Carreira

Bianca Toledo cantou em barzinho durante muito tempo, até que foi convidada para ser caloura no Programa Raul Gil.

Participou do Criança Esperança, gravou vários CD’s e, em 2011, foi internada com falência múltipla nos órgãos, até que no mesmo ano foi curada, e começou a andar pelo Brasil e pelo mundo contando seu testemunho de milagre.

Bianca lançou livros em que narra sua história e é respeitada em diversas instituições religiosas mundo a fora por sua seriedade e integridade, até que no fim de junho, ela foi até a delegacia prestar queixa contra seu marido, o também pastor Felipe Heiderich. Ela o acusou de abuso contra o seu filho menor, de cinco anos.

O caso repercutiu e chegou a ser citado pelo Senador Magno Malta no pleno do Senado, quando Malta pediu a prisão de Felipe e desejou que ele fosse condenado a prisão perpétua. Felipe foi preso e solto dias depois por falta de provas. #Religião#Crime

Compartilhar

Comentários

comentários